jump to navigation

Hana Matsuri – O Festival das Flores 08/04/2012

Posted by Frater A'.' H'.' RAK in Cultura, Rituais.
Tags: , , , , ,
trackback

O aniversário do Buda histórico é celebrado em datas diferentes, que variam conforme as escolas budistas. Na maior parte da Ásia, ele é comemorado na primeira lua cheia do quarto mês do calendário chinês, conhecido como Festival de Wesak. No Tibet, é geralmente um mês depois, enquanto que no Japão, será sempre no dia 8 de Abril, no Hana Matsuri, o Festival das Flores.

Neste dia, todos os templos budistas são enfeitados com várias flores coloridas, a fim de lembrar o jardim de Lumbini onde Siddharta Gautama, o Buda Sakyamuni, nasceu. Pequenos altares decorados com flores, os hanamido, são colocados no centro dos pátios dos templos, com uma tigela de metal  contendo um chá doce, o amacha, e uma pequena estátua de buda no seu interior.

Os visitantes são convidados a derramar o amacha sobre a estátua de Buda, como se estivessem banhando um recém-nascido. Este ritual recria a lenda de que Sakyamuni, ao nascer, foi aspergido com perfume por dragões vindos do céu. Há ainda outra lenda que conta ter chovido néctar perfumado sobre o bebê.

O Hana Matsuri não deve ser confundido com outro festival shinto de mesmo nome, também chamado de Shimotsu Kagura, que ocorre em novembro.

Fonte:

Magia Oriental

Frater A`.`H`.`RAK: O nascimento de Buda é a oportunidade perfeita para buscarmos um novo nascimento interno. Preparar um altar com flores é lembrar os ciclos da vida, a natureza os mantém e respeita, como todo ser humano também deve proceder. Banhar o pequeno buda pode ser para o entendimento interno a boa recepção deste novo ciclo. Aproveitar estas sincronicidades de energia para estabelecer decretos em sua vida pessoal é uma das coisas mais inteligentes quando falamos em instituir novos ciclos. A busca pela espiritualidade, pelo equilibrio, pela harmonia familiar, pela prosperidade e tantos outros desejos podem, e oportunamente devem, nascer nestas datas. No entanto, que não sejam promessas vazias como as muitas das viradas de anos, que sejam decretos íntimos, onde apenas sua consciência será a testemunha, o obreiro e o juíz.

Boas mudanças!

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: