jump to navigation

O ROUBO 29/04/2016

Posted by Frater A'.' H'.' RAK in Poesias e Contos.
Tags: , ,
trackback

Roubam-me as letras
tiram-me com isto meu império
donde ainda serei rei senão nos prantos e mistérios

roubaram-me já toda alma e toda covardia
nem dor, nem face, nem alegria
é noite pervertida em dia
água que me é roubada

de bom grado teria vertido
cada gota que te alimentou
em lágrima
em suor
em sangue
na tua saliva
e sem destino

me roubastes
eu roubei junto
mas tu, permaneces longe
e eu
em nenhum lugar

 

29/4/2016

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: